All for Joomla The Word of Web Design

A lenda dos Tsurus

Mil Tsurus de Origami: A História de Sadako

Sadako Sasaki3,Essa crença inspirou uma das mais belas e trágicas histórias japonesas, a da pequena Sadako, um exemplo de esperança e batalha pela vida.

Sadako Sasaki nasceu em Hiroshima e tinha apenas dois anos de idade quando os americanos lançaram a bomba atômica sobre a cidade. Ela vivia distante do epicentro da bomba, cerca de 2 quilômetros do centro da explosão, e juntamente com a mãe e o irmão, saiu quase ilesa do ataque. Porém, consta que durante a fuga, quando se aproximaram da ponte em uma área chamada Misasa, foram atingidos pela “chuva negra” (chuva radioativa, consequência da bomba) que caiu sobre Hiroshima ao longo daquele dia.

Tempos depois, a família Sasaki retornou à Hiroshima para reconstruir a casa depois da guerra. Sadako cresceu feliz e saudável, sem lembrar do dia em que a bomba atômica foi lançada, mas ciente que muitas pessoas foram mortas, incluindo sua avó.

Sadako levava uma vida normal, em 1949 iniciou seus estudos na Escola Nobori-cho, era uma garota alegre, tinha muitos amigos e gostava de cantar e praticar esportes. Com onze anos, foi a corredora mais rápida da sua turma do ano. Ela fez parte da equipe vencedora na corrida de revezamento de bastão no Dia de Campo. A jovem Sadako sonhava ser uma atleta e um dia, professora de atletismo.

Mas, em janeiro de 1955, durante uma aula de educação física, Sadako, com então 12 anos, sentiu-se mal, com tonturas. Depois de alguns dias surgiram marcas escuras e caroços em seu corpo. O diagnóstico foi de “cancro”, leucemia, uma consequência da exposição a radiação, doença que já estava matando outras crianças expostas à bomba. Na época a leucemia era chamada de “doença da bomba atômica”. Ela foi internada em fevereiro de 1955, recebendo a previsão de apenas mais 1 ano de sobrevida.

Em Agosto deste mesmo ano, ela recebeu a visita de Chizuko Hamamoto, sua melhor amiga, que lhe contou a “Lenda dos Mil Tsurus”, a presenteando com um origami da ave sagrada .

Sadako-Sasaki _ HiroshimaImpressionada com a história, Sadako que desejava muito sua recuperação, resolveu confeccionar os tsurus, na esperança de que os deuses pudessem lhe conceder a cura. Então passou a fazer os origamis com ajuda de sua família e amigos que iam visitá-la no hospital. Mas a doença avançava rapidamente. Sem entregar-se, Sadako cada vez mais debilitada, prosseguia esperançosa dobrando lentamente os pássaros, sem nunca falar sobre sua dor ou sofrimento. A menina compreendeu que sua doença era fruto da guerra. Mais do que desejar apenas a sua própria cura, ela desejou a paz para toda a humanidade, para que nenhuma criança mais sofresse as consequências destes conflitos. Pensando nisso, ela disse para si mesma ao confeccionar o tsuru: “Eu escreverei PAZ em suas asas e você voará o mundo inteiro”.

Por fim, na manhã de 25 de Outubro de 1955, Sadako montou seu último tsuru. Pouco tempo depois, com sua família a seu lado, Sadako Sasaki placidamente adormecera. Ela não conseguira completar os mil tsurus, mas sua dedicação tocara profundamente a todos, e estes dobraram os tsurus que faltavam para que fossem sepultados com a menina.

Inspirados por seu exemplo de coragem e força, seus amigos juntaram e publicaram um livro com uma coleção de cartas escritas por Sadako. Dando início ao sonho de construir um monumento em homenagem, não só a Sadako, mas a tantas outras vítimas da guerra. Muitos jovens japoneses, solidários a causa, passaram a arrecadar dinheiro para o projeto. Receberam doações de alunos de mais de 3000 escolas japonesas e de nove outros países. E, em 5 de Maio de 1958, exatamente no Dia das Crianças no Japão, foi erguido no Parque da Paz em Hiroshima o “Monumento das Crianças à Paz”, também conhecido como “Torre dos Tsurus”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *